• Nutrição vs Câncer

    A alimentação é uma das necessidades mais importantes do homem. É através dos alimentos que as pessoas recebem a energia necessária para o crescimento e o desenvolvimento do organismo. A alimentação saudável é aquela que contêm nutrientes (proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas, minerais e fibras) em quantidade adequada para suprir as necessidades do organismo. Para que tudo isso ocorra, deve-se consumir diariamente uma variedade de alimentos cujas propriedades forneçam os nutrientes essenciais, na proporção ideal. Tanto a falta quanto o excesso podem causar desequilíbrio. Na sua alimentação também não pode faltar água; ela é fundamental para o equilíbrio do corpo, pois é indispensável ao metabolismo do movimento muscular. Uma alimentação saudável é um ingrediente essencial para a promoção da saúde e a redução do risco de doenças crônicas.

    A vivência do câncer produz tensão emocional e desafia a capacidade de enfrentamento do paciente e da família. Após o diagnóstico, a maioria das pessoas se sentem motivadas a buscar informações sobre alimentação na tentativa de melhorar ou manter o seu estado nutricional e ficar mais forte para enfrentar o tratamento de uma forma mais adequada.

    Até o início do tratamento não há necessidade de grandes modificações na sua alimentação. No entanto, você deve incluir nas refeições diárias frutas, verduras, cereais, carnes, para que possa obter todos os nutrientes de que o organismo precisa. É importante que você esteja sempre bem alimentado, para ter melhores condições de reagir aos efeitos colaterais que podem ocorrer durante o tratamento. Você pode reduzir a sua ansiedade sobre os efeitos colaterais do tratamento, tendo uma atitude positiva, e mantendo-se informado sobre a doença. A preocupação com a qualidade de vida favoreceu o desenvolvimento de medicamentos capazes de combater os sintomas do câncer e de reduzir os possíveis efeitos colaterais de seu tratamento. Além disso, planejando maneiras de como lidar com os possíveis efeitos colaterais podem fazer com que você se sinta mais preparado para enfrentar o tratamento.

    A nutrição adequada é uma parte importante do seu tratamento. Não existem proibições quanto à alimentação durante o tratamento. Sua alimentação deve mudar à medida que surgem os efeitos colaterais como náuseas, vômitos, alteração do paladar, feridas na boca (mucosite), diarréia, obstipação intestinal etc.

    As necessidades nutricionais de pacientes com câncer permanecem aumentadas, diminuídas ou normais, dependendo do estado de cada um. Além disso, muitos pacientes reduzem seus níveis de atividade física, o que influencia nas necessidades energéticas. A meta principal é aproximar as necessidades nutricionais que permitirá a recuperação ou manutenção do peso. Os pacientes devem ser monitorados de perto e o nutricionista deverá sempre ser consultado se os resultados de manutenção, ganho ou perda de peso não forem obtidos.

    Carla Coghi
    Nutricionista

    Gonzales C.A. Nutrition and cancer: the current epidemiological evidence. Br J Nutr 2006 Aug;96 Suppl 1:S42-5.

    Waitzberg. D.L: Dieta, Nutrição e Câncer. 1 edição,Ed. Atheneu 2004.

    Williams M.T., Hord N.G. The role of dietary factors in cancer prevention: beyond fruits and vegetables. Nutr Clin Pract 2005 Aug;20(4):451-9.

    Deixe seu comentário →

Deixe seu comentário

Cancelar